Acontece na SAHE at home – Especialistas apontam as tendências da saúde e impactos na infraestrutura

 Acontece na SAHE at home – Especialistas apontam as tendências da saúde e impactos na infraestrutura

Segundo dia da SAHE at home traz Masterclass de Infraestrutura sob curadoria de Lauro Miquelin, CEO da L+M

Hoje (26/01) aconteceu o segundo dia da SAHE – South America Health Education, que excepcionalmente esse ano se chama SAHE at home e acontece de forma 100% online. Até sexta-feira (29/01), os participantes poderão aproveitar masterclasses recheados de conteúdos imperdíveis sobre o setor da saúde.

O Masterclass de Infraestrutura foi um dos quatro apresentados no segundo dia de evento e contou com a curadoria de Lauro Miquelin, CEO da L+M, que também realizou a palestra da primeira aula. A explanação teve o tema “Tendências da Saúde e Impactos na Infraestrutura”. “Na pandemia, vimos todos os líderes da saúde com baixo estoque de diversos itens e muitos insumos viraram raridade. Precisamos pensar no que fazer nesse ambiente em que temos compras em grande escala, busca por eficiência com baixo custo e uma necessidade de se preparar melhor.”

O debate que se seguiu contou com a presença de José Cleber Nascimento Costa, diretor administrativo da Intermédica, e Danilo Geraldeli, diretor executivo de recursos próprios da Unimed Rondonópolis, para discutir sobre “Evolução nas compras de serviço”.

A segunda aula também teve a explanação de Miquelin, dessa vez sobre o tema “Redes de serviços e o enigma da fusão das culturas organizacionais”. A discussão se expandiu com a presença de Marcelo Boeger, consultor e gestor em Hotelaria e Facilities na Hospitallidade, e Ilza Fellows, diretora geral do Complexo Hospitalar de Niterói. “Se o cenário atual do setor da saúde fosse fácil de resolver, alguém no mundo já tinha oferecido uma solução. Precisamos pensar o que o indivíduo procura e o que nós, como players, podemos oferecer de forma que todos saiam satisfeitos, com remuneração digna e serviço de qualidade para o paciente”, observa Ilza.

O Masterclass de Infraestrutura se encerrou com uma aula sobre “O tamanho do mercado de infraestrutura da saúde no Brasil: como reduzir a imprecisão das informações para melhoria da gestão do parque instalado. A palestra de abertura ficou a cargo de Lauro Miquelin, que recebeu dois convidados para debater o tema. A primeira sendo Elizabeth Hirth, presidente da Associação Brasileira para o Desenvolvimento do Edifício Hospitalar (ABDEH) e o segundo sendo Franco Pallamolla, superintendente da Associação Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Médicos e Odontológicos (ABIMO).

“Nós temos muitas imprecisões e, muitas vezes, não temos informações suficientes sobre diversos tópicos. Um exemplo disso aconteceu no início da pandemia da Covid-19, quando surgiram dúvidas sobre a quantidade de respiradores que o Brasil tinha e quanto precisava comprar”, comenta Pallamolla.

Ainda dá tempo de você participar da Semana da Educação na Saúde. Clique aqui e se inscreva!

Clique aqui e confira a agenda de conteúdo para esta semana.