Acontece na SAHE at home – Masterclass traz debates sobre comunicação e engajamento entre os colaboradores

 Acontece na SAHE at home – Masterclass traz debates sobre comunicação e engajamento entre os colaboradores

Masterclass de Qualidade, Segurança e Experiência do Paciente traz conteúdo assinado por  Maria Lucia Capelo Vides, superintendente do Hospital Edmundo Vasconcelos

Seguindo seu propósito de levar conteúdo de relevância voltado à educação executiva para profissionais da Saúde, a SAHE – South America Health Education 2021 finalizou o último dia de atividades, nesta sexta-feira (29/01).

Nesta edição, o evento foi chamado de SAHE at home, pois foi realizado de forma 100% digital por causa da pandemia do novo coronavírus.

Dentre os quatro masterclasses realizados no dia, o Masterclass de Qualidade, Segurança e Experiência do Paciente trouxe uma grade de conteúdo assinada pela superintendente do Hospital Edmundo Vasconcelos, Maria Lucia Capelo Vides.

“Foi uma satisfação enorme ser curadora desse marterclass. Trouxemos uma programação muito rica e atual.”

Abrindo o fórum, a primeira aula debateu sobre “Gestão do Cuidado: olhar atento aos novos cenários, necessidades e desafios”. A palestra foi realizada pela Diretora Executiva Assistencial do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Fátima Silvana Furtado Gerolin.

“Para buscar excelência no atendimento é preciso estabelecer um modelo assistencial, com clareza de propósito e engajamento de toda a equipe.”

Em seguida, o fórum realizou um debate com a Diretora Assistencial do Hospital Sírio-libanês, Wânia Regina Mollo Baia. “É importante que o modelo assistencial tenha uma equipe multiprofissional focado na pessoa.”

Quem também participou do debate foi a Gerente de Qualidade e Segurança do Paciente da Associação Santa Catarina, Daniela Contage Menezes. “O segredo de um bom modelo assistencial é unir ciência e conhecimento, ao amor ao próximo.”

Quem moderou a aula foi Maria Lucia Capelo Vides, presidente deste Masterclass.

Seguindo o conteúdo do Masterclass, o tema debatido foi “O valor da comunicação na gestão da segurança.” Para palestrar sobre o assunto, o evento convidou a Superintendente Assistencial e de Educação do Hospital Moinhos de Vento, Vania Röhsig.

“O cuidado de valor tem que trazer o desfecho clínico, pois só faz sentido quando traz resultado ao paciente.”

Em seguida, o debate contou com a participação da Gerente-executiva Médica Corporativa da BP- A Beneficência Portuguesa de São Paulo, Maria Cristina Balestrin. “A assertividade e clareza na comunicação são fundamentais para o funcionamento de uma boa assistência. Mas é também um desafio, já que falamos com diversos públicos heterogêneos.”

O Professor de Saúde Coletiva da Universidade Federal de Sergipe e Superintendente Médico da Rede Primavera Saúde, Guilherme Espírito Santo, também participou do debate. “A entrega de bons desfechos clínicos se dá pela comunicação de qualidade, começando ainda na urgência.”

Maria Lucia Capelo Vides, presidente deste Masterclass, foi a moderadora do debate.

Encerrando os debates sobre Qualidade, Segurança e Experiência do Paciente, a última aula debateu “Desmistificando a experiência do paciente”. A professora desta aula foi a Consultora do Banco Mundial, Laura Schiesari.

“É preciso acabar com o mito do paciente como uma figura intocável. Todas as soluções são complexas, multifacetadas, mas possíveis.”

Para complementar a explanação, a Diretora de Marketing e Relacionamento do Hospital Sabará, Marcia Fernanda Barreto Sampaio. “O familiar é um player importante durante o tratamento do paciente por ser o decisor da escolha da Instituição e também como tomador de decisão em relação ao paciente.”

Quem também participou do debate foi a Diretora de Atendimento Nacional Americas Serviços Médicos da UnitedHealth Group, Rita Grotto. “Para se ter sucesso na experiência do paciente é preciso capacitar e reconhecer colaboradores. Porque, quando eles forem entregar o serviço, eles estejam em uma cultura institucional muito forte.”